Problemas financeiros nas grandes livrarias brasileiras

Destacado

A rede de livrarias Saraiva, que atua no Brasil desde 1914 e é hoje a maior do país, pede recuperação judicial por causa da uma dívida de quase R$ 675 milhões. Não foi uma surpresa. Vinte lojas já tinham sido fechadas, enquanto o grupo tentava renegociar, sem sucesso, as pendências com os credores. O próprio Sindicato Nacional de Editores de Livros (SNEL) já tinha anunciado que só voltaria a negociar com a Saraiva quando ela entrasse com o pedido de recuperação. Livraria Cultura - Conjunto Nacional

A notícia vem na sequência de outro baque para o setor, o pedido, também de recuperação judicial, da Livraria Cultura – a dívida, nesse caso, é de R$ 285 milhões. Segundo o SNEL, as duas redes devem, juntas, R$ 325 milhões para as editoras. Imagine a dificuldade para as editoras, já que as duas redes são responsáveis por 40% das compras de livros, de acordo com o Sindicato.

Anúncios

Festival RioMar de Literatura Pernambucana

Festival RioMar - PernambucoComeça hoje e vai até quinta-feira o Festival RioMar de Literatura Pernambucana, um evento que tem o objetivo de ressaltar a criação literária contemporânea da região e trazer os olhares do mercado editorial e, consequentemente, dos leitores, para os autores que ficam fora do principal circuito de publicações do país, focado principalmente nos escritores do Sul e do Sudeste do Brasil.

São três dias de debates, palestras, recitais e apresentações de teatro. O festival mobiliza as Academias de Letras do Nordeste, autores e acadêmicos que vão debater os temas abordados na literatura nordestina, bem como a projeção deles.

Serviço:
De 04 a 06/06, sempre a partir de 14h.
Teatro Eva Herz, na Livraria Cultura do Shopping Riomar – Av. República do Líbano, 251 – Recife.
Entrada gratuita.

Programação completa:
*Terça, 4 de junho
14h – Discurso de Abertura
Waldenio Porto – Presidente da Rede das Academias de Letras do Nordeste.
Depoimentos – Alexandre Santos, Presidente da União Brasileira de Escritores – PE. e Jacques Ribemboim, Presidente do Movimento em Defesa do Livro e do Autor Pernambucanos
15h30 – Cangaço – tema brasileiro para o mundo – palestra de Frederico Pernambucano de Mello
Debatedores – Geraldo Ferraz, Tarcísio Rodrigues e Carlos Newton Junior.
17h – O fantástico na literatura pernambucana – Mesa redonda com mediação de André de Sena
Debatedores – Roberto Beltrão e Mirella Izidro
Apresentação da peça A velha e os gatos, com Geninha da Rosa Borges
18h30 – O conto em Pernambuco – Mesa redonda com mediação de Francisco Mesquita
Debatedores – Anna Maria César, Jacinto Santos e Felipe Aguiar
20h – História na literatura pernambucana – Mesa redonda com medição de Cláudio Pina
Debatedores – Tácito Medeiros, Waldenio Porto, Alexandre Santos

*Quarta, 5 de junho
14h – Literatura infantil – Debate e contação de história
Antônio Nunes “Tonton” e Socorro Miranda
15h – Luciene Freitas e Telma Brilhante
16h – Quarta às quatro – Coordenação – Geraldo Ferraz
Apresentação Teatral: Lepê Correia e o Kandela Etu
17h30 – Poesia performática – Coordenação: Bernadete Bruto e Taciana Valença
Apresentações de performances poéticas
18h30 – O livro do futuro, palestra de Antonio Campos
19h30 – O romance pernambucano – Mesa redonda com mediação de Adilson Jardim
Debatedores – Zuleide Duarte, Juan Pablo Martin, Valdenides Cabral Dias, Cícero Belmar

*Quinta, 6 de junho
14h – Poesia pernambucana – Mesa redonda com mediação de Neilton Limeira
Debatedores: Dirceu Rabelo, Wellington de Mello, Amaro Poeta
16h – A importância do cordel na literatura pernambucana – Palestra de Meca Moreno
Debatedores: Maria Alice Amorim, Luiz Berto
Apresentação performática de Allan Sales
17h30 – Cultura judaica e literatura pernambucana
Palestras de Jacques Ribemboim, Tânia Kauffmann e Germano Haiut
19h30 – Aula magna com Marcus Accioly, com apresentação de Neilton Limeira