A Filha Perdida, de Elena Ferrante

Destacado

O fenômeno Elena Ferrante chega ao podcast do Põe na Estante neste terceiro episódioWhatsApp Image 2019-12-13 at 17.05.10 (1) da temporada que tem como tema Leia Mulheres.

Junho chegou e Leda teve vontade de viajar. A professora universitária pegou os livros e foi para a praia para as férias de verão. A temporada solitária, em uma casa alugada, abre portas para longas reflexões sobre o passado e o presente, a partir de um gatilho de identificação: Leda enxerga em uma ruidosa família napolitana, vizinhos de barraca na praia, muito do que ela já foi e do que ela poderia ser, mas não é. Em especial na imagem de Nina e Elena, mãe e filha, cujas figuras geram certa obsessão na protagonista. De longe e, aos poucos, também de perto, Leda observa, analisa e julga a experiência do feminino e da maternidade nesta outra mulher, que é jovem, esbelta e elegante, destoa da família que a acompanha.

A aproximação entre as duas acontece depois que a menina Elena se perde na praia e Leda se identifica com o desespero de Nina ao procurá-la. A protagonista, que é também quem nos narra esta história, encontra a menina e a partir daí, encontra muitas outras coisas da própria história. A Filha Perdida, de Elena Ferrante, é o tema desta conversa da apresentadora Gabriela Mayer com os jornalistas Adriana Cimino, repórter da TV Cultura, e Marcelo Duarte, autor de O Guia dos Curiosos.

https://player.simplecast.com/3cb60252-d3f6-4c7c-bea0-c332d07de7ac?dark=false

Este é um podcast apresentado por B9 e produzido por Rádio Guarda-chuva.

IG: @poenaestante
E-mail: poenaestante@gmail.com
Arte: Arthur Mayer
Trilha: Getz me to Brazil, Doug Maxwell

Tudo Pode Ser Roubado, de Giovana Madalosso

Destacado

Chegamos ao segundo episódio da segunda temporada do podcast do Põe na Estante, cujo tema é Leia Mulheres, com uma autora brasileira contemporânea.

WhatsApp Image 2019-12-13 at 17.05.10A protagonista deste livro é uma garçonete que trabalha em um restaurante chique da região da Avenida Paulista, marco da cidade de São Paulo. Ela aproveita a abertura com clientes para estender o vínculo com eles para além da mesa. Vai parar na casa de homens e mulheres que frequentam o lugar e, portanto, são cheios da grana, e aproveita para roubar. Roupas de grife, sapatos, acessórios.

Até que Biel aparece. Um vigarista de carreira que faz uma porposta: que ela aproveite o charme e o know-how para seduzir um professor universitário fechado e arredio a tentativas de aproximação para roubar O Guarani, de José de Alencar. Isso mesmo, o livro. Mas não qualquer um. Uma primeira edição, de 1857, valiosíssima.

Tudo Pode ser Roubado é o primeiro romance de Giovana Madalosso e é também o tema deste episódio do Põe na Estante, no qual a apresentadora Gabriela Mayer recebe os jornalistas Andresa Boni, apresentadora da TV Cultura, e Rodrigo Valente, assessor de imprensa e autor do Instagram @objetolivro.

https://player.simplecast.com/5e0372f0-ddfe-48d1-b961-2bbb291e9909?dark=false

Este é um podcast apresentado por B9 e produzido por Rádio Guarda-chuva.

IG: @poenaestante
E-mail: poenaestante@gmail.com
Arte: Arthur Mayer
Trilha: Getz me to Brazil, Doug Maxwell

Podcast – O Vendedor de Passados, José Eduardo Agualusa

Destacado

O sexto episódio do podcast Põe na Estante vai à Angola por meio das páginas de O Vendedor de Passados, de José Eduardo Agualusa. Félix Ventura é um vendedor de passados. Ele confecciona árvores genealógicas para uma nova elite angolana que vai se formando depois da guerra civil no país, encerrada definitivamente em 2002. Aqueles que olham para trás e não enxergam tanta glória, ou aqueles que olham e se lembram que deixaram um rastro de sangue ou sujeira procuram o negro albino Félix para reconstruir sua trajetória. Com um passado de luxo em mãos, documentado, eles seguem o rumo. Quem nos conta esta história é um narrador que, por fisiologia, consegue se espremer em qualquer canto e que, por isso, sabe detalhes que ninguém mais saberia. O Vendedor de Passados é um romance de 2004 e é sobre ele que a apresentadora Gabriela Mayer conversa com os jornalistas Laís Duarte e Vitor Tavares.

IG: @poenaestante
E-mail: poenaestante@gmail.com

Arte: Renan Sukevicius
Trilha: Getz me to Brazil, Doug Maxwell

Podcast – O Irmão Alemão, de Chico Buarque

Destacado

O quarto episódio do Põe na Estante fala sobre o quinto romance de Chico Buarque, O Irmão Alemão. Francisco está à procura de um irmão que ele descobriu por acaso. Sérgio, que leva o mesmo nome do pai, foi fruto de um romance vivido em Berlim, antes do casamento do intelectual patriarca da família Hollander. A mãe, uma italiana de personalidade forte e que remete a um extremo cuidado familiar, não fala do assunto. Aliás, ninguém fala. A busca pelo irmão alemão, uma história com base na realidade e que ganhou enredo ficcional neste livro, é rodeada de silêncios. O narrador parte de cartas e correspondências oficiais para especular sobre o que teria sido deste irmão, que rumo ele teria seguido. Ele imagina coisas terríveis, pensando em como teria sido a infância de Sergio na Alemanha nazista. Enquanto isso, no Brasil, a ditadura militar toma forma, endurece e o irmão que ele conhece e admira, carinhosamente chamado de Mimmo, desaparece. À sombra dos irmãos, Francisco nos guia por suas histórias, seus afetos e seus livros. O Irmão Alemão foi lançado em 2014 pela Companhia das Letras e é o livro deste episódio do Põe na Estante, em que conversei com a jornalista Aiana Freitas e com o jornalista e escritor Tomás Chiaverini.

IG: @poenaestante
E-mail: poenaestante@gmail.com

Arte: Renan Sukevicius
Trilha: Getz me to Brazil, Doug Maxwell

 

Prêmio IPL – Retratos da Leitura

Destacado

A revista Quatro Cinco Um, a Biblioteca Comunitária Caminhos da Leitura e a Flipoços estão entre os 12 vencedores do 3º Prêmio IPL -Retratos da Leitura, promovido pelo Instituto Pró-Livro. A honraria é dividida em quatro categorias: Bibliotecas, Cadeias Produtivas, Mídia e Organizações Sociais Civis. E tem muita coisa legal sendo feita!

Os interessados se inscreveram na Plataforma Pró-Livro. A primeira etapa selecionou dez finalistas e, na última segunda-feira (10/12), foram conhecidos os três vencedores de cada segmento.

Em Bibliotecas, venceram a Biblioteca Comunitária Caminhos da Leitura, organizada por jovens na periferia de São Paulo e que promove saraus, debates, clubes do livro; Parnamirim, um Rio que Flui para o Mar de Leitura, do Rio Grande do Norte, que também estimula a leitura por meio de atividades culturais diversas; e a Rede Baixada Literária, que promove a leitura com ações organizadas por bibliotecas da Baixada Fluminense. Na categoria Cadeia Produtiva, levaram a Caravana Teatral do Livro em Cena, do Paraná; o Festival Literário de Poços de Caldas, em Minas Gerais; e o Programa Myra – Juntos pela Leitura, de São Paulo. Em Mídia, os ganhadores foram a revista Quatro Cinco Um; o Jornal Joca; e o projeto Vá Ler um Livro. E as Organizações Sociais Civis de destaque foram o Clube de Leitura Quilombo Mirim, de São Paulo; o projeto Leituras na Praça, do Ceará; e o projeto Piracaia na Leitura, de São Paulo.

A Biblioteca Villa-Lobos e o Projeto Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas para Todos, ambos de São Paulo, receberam uma menção honrosa.