A Filha Perdida, de Elena Ferrante

Destacado

O fenômeno Elena Ferrante chega ao podcast do Põe na Estante neste terceiro episódioWhatsApp Image 2019-12-13 at 17.05.10 (1) da temporada que tem como tema Leia Mulheres.

Junho chegou e Leda teve vontade de viajar. A professora universitária pegou os livros e foi para a praia para as férias de verão. A temporada solitária, em uma casa alugada, abre portas para longas reflexões sobre o passado e o presente, a partir de um gatilho de identificação: Leda enxerga em uma ruidosa família napolitana, vizinhos de barraca na praia, muito do que ela já foi e do que ela poderia ser, mas não é. Em especial na imagem de Nina e Elena, mãe e filha, cujas figuras geram certa obsessão na protagonista. De longe e, aos poucos, também de perto, Leda observa, analisa e julga a experiência do feminino e da maternidade nesta outra mulher, que é jovem, esbelta e elegante, destoa da família que a acompanha.

A aproximação entre as duas acontece depois que a menina Elena se perde na praia e Leda se identifica com o desespero de Nina ao procurá-la. A protagonista, que é também quem nos narra esta história, encontra a menina e a partir daí, encontra muitas outras coisas da própria história. A Filha Perdida, de Elena Ferrante, é o tema desta conversa da apresentadora Gabriela Mayer com os jornalistas Adriana Cimino, repórter da TV Cultura, e Marcelo Duarte, autor de O Guia dos Curiosos.

https://player.simplecast.com/3cb60252-d3f6-4c7c-bea0-c332d07de7ac?dark=false

Este é um podcast apresentado por B9 e produzido por Rádio Guarda-chuva.

IG: @poenaestante
E-mail: poenaestante@gmail.com
Arte: Arthur Mayer
Trilha: Getz me to Brazil, Doug Maxwell

Tudo Pode Ser Roubado, de Giovana Madalosso

Destacado

Chegamos ao segundo episódio da segunda temporada do podcast do Põe na Estante, cujo tema é Leia Mulheres, com uma autora brasileira contemporânea.

WhatsApp Image 2019-12-13 at 17.05.10A protagonista deste livro é uma garçonete que trabalha em um restaurante chique da região da Avenida Paulista, marco da cidade de São Paulo. Ela aproveita a abertura com clientes para estender o vínculo com eles para além da mesa. Vai parar na casa de homens e mulheres que frequentam o lugar e, portanto, são cheios da grana, e aproveita para roubar. Roupas de grife, sapatos, acessórios.

Até que Biel aparece. Um vigarista de carreira que faz uma porposta: que ela aproveite o charme e o know-how para seduzir um professor universitário fechado e arredio a tentativas de aproximação para roubar O Guarani, de José de Alencar. Isso mesmo, o livro. Mas não qualquer um. Uma primeira edição, de 1857, valiosíssima.

Tudo Pode ser Roubado é o primeiro romance de Giovana Madalosso e é também o tema deste episódio do Põe na Estante, no qual a apresentadora Gabriela Mayer recebe os jornalistas Andresa Boni, apresentadora da TV Cultura, e Rodrigo Valente, assessor de imprensa e autor do Instagram @objetolivro.

https://player.simplecast.com/5e0372f0-ddfe-48d1-b961-2bbb291e9909?dark=false

Este é um podcast apresentado por B9 e produzido por Rádio Guarda-chuva.

IG: @poenaestante
E-mail: poenaestante@gmail.com
Arte: Arthur Mayer
Trilha: Getz me to Brazil, Doug Maxwell

O Sol é Para Todos, de Harper Lee

Destacado

A estreia da segunda temporada do podcast do Põe na Estante tem como tema o livro OWhatsApp Image 2019-12-13 at 17.05.09 Sol é Para Todos, da americana Harper Lee. Nesta temporada, o tema é Leia Mulheres.

Scout é uma menina que ainda nem completou nove anos e vive pra cima e para baixo no fictício condado de Maycomb, no Alabama, com o irmão, Jem, e o amigo Dill, que passa as férias de verão na região. É ela quem narra esta história que começa com uma brincadeira de crianças e vira caso de adultos. Os três são obcecados pela história da família Radley, que vive em uma casa vizinha à dos irmãos. Eles fantasiam com o dia em que vão encontrar o filho da família, Boo Radley, que há vinte e cinco anos não sai de casa. Inventam artimanhas para tentar atrai-lo para fora, encenam os papeis de quem carrega aquele sobrenome e criam narrativas sobre o que poderia ter acontecido. Mas as fantasias das crianças com os Radley são só uma introdução a uma pequena cidade americana em um estado do sul dos Estados Unidos, que vive uma marcada segregação racial. Scout e Jem são crianças brancas, filhos de Atticus, um advogado que quer cruzar as linhas da divisão entre brancos e negros.

Um julgamento vai marcar a vida da família e vai desenhar como se dão as relações em um estado em que o sobrenome que cada um carrega pesa muito, mas a cor da pele pesa imensamente mais. Atticus assume a defesa de um homem negro acusado de estupro por uma mulher branca, a despeito dos protestos da maioria dos vizinhos, que o consideram um traidor por fazê-lo. O ano é 1935, pouco depois da crise de 29, mas os fantasmas que mais assombram Maycomb são ainda de uma ruptura anterior, a Guerra de Secessão, que terminou 70 anos antes. O sol é para todos, de Harper Lee, é o tema do episódio de estreia desta segunda temporada e, para falar sobre ele, a apresentadora Gabriela Mayer recebe Cris Bartis, host do Mamilos Podcast, e Pedro Pacífico, o Bookster.

https://player.simplecast.com/d0d1c5e8-85ea-4f63-926e-6215e4cdd066?dark=false

Este é um podcast apresentado por B9 e produzido por Rádio Guarda-chuva.

IG: @poenaestante
E-mail: poenaestante@gmail.com
Arte: Arthur Mayer
Trilha: Getz me to Brazil, Doug Maxwell

Podcast – Mamãe & Eu & Mamãe, de Maya Angelou

Destacado

Mamãe & Eu & Mamãe é o livro tema deste sétimo e penúltimo episódio da primeira temporada do podcast do Põe na Estante. A obra é uma das autobiografias de Maya Angelou. A escritora, cineasta e ativista americana nos leva à sua infância e à sua adolescência, para que conheçamos desde o princípio a relação que ela criou com duas mães – a biológica e a avó paterna, que a criou na primeira infância, depois que os pais dela se separaram. Nem o pai, nem a mãe se sentia capazes de criar dois filhos – Maya e o irmão que ela tanto admira, Bailey – e os enviaram para Stamps, Arkansas, onde vivia a avó. Quando Maya tem 13 anos, ela e o irmão precisam voltar a viver com a mãe, em St. Louis, no Missouri. Em meio ao retorno a uma cidade grande, em um contexto de segregação racial, a garota tenta superar o abandono para reconstruir o vínculo com a mãe – mulher que ela descreve como símbolo de elegância, beleza, força, assertividade e determinação. Mamãe & Eu & Mamãe foi escrito quando Maya Angelou já tinha oitenta anos e sobre ele a apresentadora Gabriela Mayer conversa com a produtora cultural Ana Carolina Campos e com a escritora Aline Bei.

IG: @poenaestante
E-mail: poenaestante@gmail.com

Arte: Renan Sukevicius
Trilha: Getz me to Brazil, Doug Maxwell

 

Podcast – O Vendedor de Passados, José Eduardo Agualusa

Destacado

O sexto episódio do podcast Põe na Estante vai à Angola por meio das páginas de O Vendedor de Passados, de José Eduardo Agualusa. Félix Ventura é um vendedor de passados. Ele confecciona árvores genealógicas para uma nova elite angolana que vai se formando depois da guerra civil no país, encerrada definitivamente em 2002. Aqueles que olham para trás e não enxergam tanta glória, ou aqueles que olham e se lembram que deixaram um rastro de sangue ou sujeira procuram o negro albino Félix para reconstruir sua trajetória. Com um passado de luxo em mãos, documentado, eles seguem o rumo. Quem nos conta esta história é um narrador que, por fisiologia, consegue se espremer em qualquer canto e que, por isso, sabe detalhes que ninguém mais saberia. O Vendedor de Passados é um romance de 2004 e é sobre ele que a apresentadora Gabriela Mayer conversa com os jornalistas Laís Duarte e Vitor Tavares.

IG: @poenaestante
E-mail: poenaestante@gmail.com

Arte: Renan Sukevicius
Trilha: Getz me to Brazil, Doug Maxwell

Podcast – A Queda, de Albert Camus

Destacado

Chegamos ao quinto episódio do podcast Põe na Estante com um romance filosófico de Albert Camus. Jean-Baptiste Clamence, como o narrador diz se chamar, é um autointitulado juiz-penitente. Um advogado de defesa parisiense que, a partir de um papo de bar, faz sua confissão sobre a vida, sua revisão de consciência em Amsterdã, cenário deste livro. Meio romance, meio filosofia, A Queda é um monólogo, já que o interlocutor, invisível, nunca aparece, apesar de sempre estar lá. Na verdade, é para mim, é para você, é para nós, leitores, que este narrador fala, jogando uma longa lista de questões sobre a existência, sobre a humanidade, sobre culpa, sobre moral. Escrito em 1956, A Queda foi a última obra publicada por Camus, que morreu em 1960, e é sobre ela que a apresentadora Gabriela Mayer conversa com os jornalistas Natália André e Felipe Bueno.

IG: @poenaestante
E-mail: poenaestante@gmail.com

Arte: Renan Sukevicius
Trilha: Getz me to Brazil, Doug Maxwell

Podcast – O Irmão Alemão, de Chico Buarque

Destacado

O quarto episódio do Põe na Estante fala sobre o quinto romance de Chico Buarque, O Irmão Alemão. Francisco está à procura de um irmão que ele descobriu por acaso. Sérgio, que leva o mesmo nome do pai, foi fruto de um romance vivido em Berlim, antes do casamento do intelectual patriarca da família Hollander. A mãe, uma italiana de personalidade forte e que remete a um extremo cuidado familiar, não fala do assunto. Aliás, ninguém fala. A busca pelo irmão alemão, uma história com base na realidade e que ganhou enredo ficcional neste livro, é rodeada de silêncios. O narrador parte de cartas e correspondências oficiais para especular sobre o que teria sido deste irmão, que rumo ele teria seguido. Ele imagina coisas terríveis, pensando em como teria sido a infância de Sergio na Alemanha nazista. Enquanto isso, no Brasil, a ditadura militar toma forma, endurece e o irmão que ele conhece e admira, carinhosamente chamado de Mimmo, desaparece. À sombra dos irmãos, Francisco nos guia por suas histórias, seus afetos e seus livros. O Irmão Alemão foi lançado em 2014 pela Companhia das Letras e é o livro deste episódio do Põe na Estante, em que conversei com a jornalista Aiana Freitas e com o jornalista e escritor Tomás Chiaverini.

IG: @poenaestante
E-mail: poenaestante@gmail.com

Arte: Renan Sukevicius
Trilha: Getz me to Brazil, Doug Maxwell