Finalistas do Prêmio São Paulo de Literatura

Destacado

Anunciados os 20 finalistas da 11ª edição do Prêmio São Paulo de Literatura, promovido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo. Vamos à lista. Prêmio São Paulo de Literatura

*Na categoria Melhor Romance de 2017, concorrem:
– Ana Paula Maia, Assim na Terra como Embaixo da Terra (Record)
– Carol Bensimon, O Clube dos Jardineiros de Fumaça (Cia das Letras)
– Evandro Affonso Ferreira, Nunca Houve Tanto Fim como Agora (Record)
– Heloisa Seixas, Agora e na Hora (Cia das Letras)
– Joca Reiners Terron, Noite Dentro da Noite (Cia das Letras)
– Leonardo Brasiliense, Roupas Sujas (Cia das Letras)
– Marcelo Mirisola, Como se me Fumasse (34)
– Márcia Barbieri, O Enterro do Lobo Branco (Patuá)
– Micheliny Verunschk, O Peso do Coração de um Homem (Patuá)
– Milton Hatoum, A Noite da Espera (Cia das Letras)

*Na categoria Melhor Livro do Ano de Romance – Autor estreante com mais de 40 anos:
– Carlos Eduardo Pereira, Enquanto os Dentes (Todavia)
– Cinthia Kriemler, Todos os Abismos Convidam para um Mergulho (Patuá)
– Cristiano Baldi, Correr com Rinocerontes (Não Editora)
– Cristina Judar, Oito de Sete (Reformatório)
– José Roberto Walker, Neve na Manhã de São Paulo (Cia das Letras)
– Leonor Cione, O Estigma de L. (Quelônio)

*Na categoria Melhor Livro do Ano de Romance – Autor estreante com menos de 40 anos:
– Aline Bei, O Peso do Pássaro Morto (Nós)
– José Almeida Júnior, Última Hora (Record)
– Mauro Paz, Entre Lembrar e Esquecer (Patuá)
– Tiago Feijó, Diário da Casa Arruinada (Penalux)

O júri do Prêmio São Paulo de Literatura é formado por dez nomes ligados ao mundo dos livros e da literatura. O júri final, que vai escolher os três vencedores, terá cinco profissionais. O autor ou a autora escolhido/a na categoria principal (Melhor Romance) leva R$200 mil; nas outras, a gratificação é de R$100 mil em cada uma. Todas as obras finalistas foram publicadas em 2017.

Anúncios

Clube do Livro

Lembra do novo canal do Põe na Estante no YouTube que anunciei por aqui? Não é para fazer resenha, não. Já tem muita gente fazendo isso – e vários fazendo muito bem! As resenhas continuam sendo publicadas por aqui.

O canal é pra uma ideia um pouquinho diferente: agora o Põe na Estante vai ter um Corações Cicatrizados - Max Blecherclube do livro. Todo mês, eu convido amigos a compartilharem comigo uma leitura. Com a mesma obra em mãos, vamos debater as impressões de cada um. É quase uma resenha, mas conjunta…

A estreia do Clube do Livro – e do canal – será em breve, com Corações Cicatrizados, do escritor romeno Max Blecher. A obra ganhou edição brasileira em 2016, publicada pela Carambaia. Estão todos convidados para essa leitura e para esse encontro (que terá data marcada logo, logo)!

Carrascoza no Põe na Estante

Olha aí, caro leitor! A última dica de leitura do ano vem do escritor brasileiro João Anzanello Carrascoza. Seu último livro é Caderno de um Ausente, publicado no ano passado e que, em breve, vai ter resenha aqui. Ele gravou um vídeo pro Põe na Estante com uma sugestão – é pra já começar 2016 com leitura boa. Corre lá na nossa página do Facebook, que o vídeo já está online. Um feliz ano novo, cheio de bons livros!

André Sant’Anna no Põe na Estante

A dica de leitura de hoje vem do escritor André Sant’Anna, que no ano passado publicou “O Brasil é Bom”, pela Companhia das Letras. Ele gravou um vídeo curtinho pro Põe na Estante, sugerindo pra quem você deve deixar um espaço reservado na estante. Corre lá no nosso Facebook, que o vídeo já está online.

São Paulo (super) literária

FlinkSampaAgenda na mão, porque você vai precisar dela. Vai ser difícil guardar na cabeça datas e locais de tantos eventos literários. Agora em novembro, a capital paulista recebe três festivais que reúnem autores brasileiros e estrangeiros – tudo gratuito.

O primeiro começa hoje (12/11) e vai até o dia 15 deste mês. É o Emil, Encontro Mundial da Invenção Literária, com 200 horas de programação. A iniciativa, da Academia Paulista de Letras, promove encontros em mais de 30 lugares da cidade de São Paulo. A programação completa está no site. Destaque para presença do Nobel de Literatura Wole Soyinka, nigeriano, que fala no Memorial da América Latina, no sábado, às 16h (ele também estará no festival abaixo). No domingo, chamo atenção para a presença do português José Luís Peixoto (com livro novo chegando), que participa de debate com o escritor e jornalista brasileiro Bernardo Ajzenberg, na Livraria Saraiva do Shopping Higienópolis, a partir de 18h. Quem quiser começar hoje mesmo, minha dica é o “Autor em Prosa”, com a escritora Lygia Fagundes Telles, na Academia Paulista de Letras.

Amanhã, começa o Flink Sampa, Festa do Conhecimento, Literatura e Cultura Negra, que vai até dia 14/11. O evento, organizado pela Universidade Zumbi dos Palmares, já está na terceira edição e tem o cantor Martinho da Vila como homenageado do ano. Destaque para a roda de conversa com a escritora Teresa Cárdenas, nome badalado entre a nova geração de escritores cubanos. Ela fala no sábado, às 11h, no auditória da Biblioteca Victor Civita, dentro do Memorial da América Latina. Outro bate-papo interessante deve ser, no mesmo lugar, mas às 16h de sábado, com os autores angolanos Pepetela e Luís Fernando e o sambista e escritor brasileiro Nei Lopes, na roda de conversa “As Duas Margens do Rio: Brasil e Árica”. A programação inclui, além de literatura, música, cinema, artes plásticas e debates políticos, históricos e sociais.

balada literáriaO terceiro festival que agita a vida literária de São Paulo já é velho conhecido dos paulistanos. A Balada Literária, idealizada pelo escritor Marcelino Freire, começa dia 18 e vai até dia 22. Já são dez anos de evento e a homenageada de 2015 é a cineasta Suzana Amaral, que levou para o cinema “A Hora da Estrela”, em 1985. A abertura será no dia 18, às 20h, no Auditório do Ibirapuera, com show de Chico César. Destaque para o bate-papo com a própria homenageada do ano, na Livraria da Vila, às 11h do dia 19, que tem mediação do músico e escritor Cadão Volpato e participação dos atores Gero Camilo e Marcélia Cartaxo.

Dica: como está difícil escolher que parte da programação incluir na agenda, dê uma olhada nos encontros agendados em todos os eventos antes de decidir. Alguns nomes se repetem em festivais diferentes e podem dar mais flexibilidade na hora de fazer sua própria programação. Divirta-se!

Super Libris

superlibrisDica super bacana pra aprender mais sobre livros, literatura e autores brasileiros. A SescTV, ligada ao Sesc, lançou a série Super Libris em seu canal online (quem é assinante da OiTV também consegue ver na televisão). Em episódios que têm entre 25 e 30 minutos, escritores são convidados a falar sobre um recorte do universo literário – tem papo sobre best-sellers, biografias, contos, literatura infantil, sobre escrever, sobre impressões, um pouquinho de tudo. Para encontrar o capítulo que mais te agrada, é só escolher no índice por tema ou no índice por autor.

Na seção Primeira Impressão, os escritores falam também sobre suas inspirações – livros e autores que despertaram neles a vontade de ler mais e de escrever.

Uma aba interessante de ser explorada no site é a Colofão, em que vídeos curtos mostram as etapas da elaboração, da produção e da venda do livro. Conhecemos um pouco mais sobre os profissionais e os processos envolvidos.

Há ainda outras cinco seções, que trazem os bastidores do processo de escrita, opiniões sobre obras, sugestões de livros importantes para o desenvolvimento das crianças, pílulas com histórias de autores de dentro e de fora do Brasil.

O Super Libris é dirigido pelo escritor e jornalista José Roberto Torero, que conseguiu reunir mais de cem entrevistados nesse projeto. Dica: abra a página com tempo, porque dá pra ficar horas explorando as pílulas, os vídeos e os textos.