O Metro Nenhum

O Metro Nenhum - Francisco AlvimÉ difícil falar de poesia. Dificuldade pessoal, preciso ler mais. Por isso vou deixar o comentário sobre O Metro Nenhum, do brasileiro Francisco Alvim, assim, como o livro, em poucas palavras. É um livro sensível. É um livro de mensagens curtas. É um livro de ritmo longo. Não é prosa poética, é desesperança, amor, envelhecimento, finitude e cotidiano, trivialidades, em forma de lirismo. Pequenos poemas. Separei meus favoritos, que são também os menores.

A mão treme

O olhar idem
Ninguém dançava
Aí eu fiquei preocupado

 

A minha pessoa

Só tem
Serve?

 

Encontro

Faz muito tempo que eu não ria
assim
de verdade

 

Acontecimento

Quando estou distraído no semáforo
e me pedem esmola
me acontece agradecer

Anúncios

2 respostas em “O Metro Nenhum

  1. Parabéns Gabriela,muito bom o seu blog .Para seus leitores posso indicar por exemplo ,também contos que particularmente gosto muito,e agora estou lendo Contos Reunidos de Nabokov(aquele mesmo de Lolita).Provavelmente é um dos melhores na arte da escrita .sucesso para você na cultura em nova empreitada

Deixe um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s